You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
A Ilha do Amor - Sara Wood

Livro: A Ilha do Amor - Sara Wood Página 2

Autor - Fonte: Sara Wood

Anterior 2 / 62 Próxima
... ceu ela. — Quer que nós a acompanhemos como seus "capangas"? – sugeriu Steve, fazendo uma pose agressiva de brincadeira. Ela sorriu em gratidão. Cada um deles a ajudara enormemente nos velhos tempos. Todos os Garotos eram pobres, mas tinham bons corações e fariam qualquer coisa pela amiga. Consolada por Steve, ela apoiou sua pequena mão na manga do colete de tricô cheio de bolsos do colega, e fez uma anotação mental para que não se esquecesse de lhe tricotar um outro antes de o inverno chegar. Se ela ainda estivesse por lá. — Eu deixo vocês informados — respondeu Catherine. — Primeiro, vou apelar para a sua boa vontade. Mas fiquem de prontidão caso ela não a tenha — brincou sutilmente. — Faça com que ela caia nas suas graças — sugeriu Tom secamente. — Sem chance! — E se ela disser que os seus clientes não podem usar a ponte, ou mandar você embora? — perguntou Steve. Trêmula, ela engoliu em seco. Todos ali sabiam que não existia estabilidade. Seria o fim de sua vida idílica. Teria que ir para um apartamento escuro, num bairro qualquer contaminado pela criminalidade. — Não teria escolha a não ser partir — respondeu por fim. CAPÍTULO DOIS Zachariah Talent não notou as plantas que tentavam tapar o terreno arborizado. Da mesma forma, não dava para notar as cercas vivas na nódoa branca da floração de maio, enquanto as cercaduras ostentavam imponentes dedaleiras rosadas. Típico homem da cidade, cabelo negro impecavelmente e cortado, Zach permanecia abstraído de qualquer um desses prazeres rurais. — Campestre demais. Como é degradante a vida desses caipiras. São todos horrendos. Sem tirar os olhos do laptop, ele continuou a olhar para uma sucessão de figuras em seu celular, enquanto seu costumeiro semblante sério fazia com que as sobrancelhas grossas e escuras se tornassem uma coisa só. — Estamos quase chegando, Zach — disse mansamente a elegante Jane. — Não é excitante? De modo b ...
usco, ele deixou Hong Kong esperando e olhou para sua secretária. Ela, nervosa, lhe dirigiu um sorriso. Como não era daqueles que misturava trabalho com prazer, ele encarou a situação com a frieza habitual e uma expressão distante nos olhos escuros. "Será que estava acontecendo novamente?", pensou ele friamente. E, se fosse o caso, por que as mulheres com as quais trabalhava sempre fantasiavam um romance com ele? Nem de longe ele as encorajava. — É apenas uma casa. Um investimento — disse ele. — Oh, é mais do que isso! É uma casa para uma família. — Fez-se uma pausa significativa durante a qual o seu nível de irritação aumentou em alguns graus. Como ele não fez nenhum comentário, Jane se apressou. — Embora precise de instalações melhores, o potencial está todo lá: salões enormes e arejados para dispor suas antiguidades e seus móveis. E o jardim dá no rio Saxe. — Se você está dizendo — interrompeu ele. Percebendo que logo teria que colocar um anúncio para contratar outra secretária particular, Zach atendeu ao telefone que tocava, comprou uma porção de apólices a um bom preço no mercado de Hong Kong e fechou um negócio lucrativo com ações de empresas públicas. — Você tem alguma idéia dos motivos que levaram a Sra. Tresanton a lhe deixar a casa no testamento? — ousou perguntar Jane depois de ele ter atendido a ligação. — Nenhum parente. Ninguém próximo — respondeu com seu jeito lacônico. Mas havia sido uma surpresa e ele ainda não sabia por que Edith o favorecera. Eles vinham dirigindo por uma viela esburacada ao lado do rio, que parecia tão calmo e com o mesmo azul do céu. Lembrou-se, então, de que Edith falara ocasionalmente da sua beleza e vivia importunando-o para que aparecesse. Isso nunca aconteceu, é claro. Ela fora uma de suas boas clientes. Quase uma mãe. Sua boca se apertava num esforço de controlar a lembrança amarga da morte de sua própria mãe há dezessete anos, alguns mese ...

Anterior 3 / 62 Próxima
Comentários:
Ju : Amei muito.....
minuche: uaua!!!!!!!!!!!!! amei.me cativou.muito linda mesmo..
JOANA: AMEIIII..
Deixe aqui seu comentário sobre este livro:
Nome:
Comentário: