Whats: (11)991916085

Você está em: Página inicial / Especiais / A Chama e a Flor

Terapia de Regressão de Memória

A Chama e a Flor

Livro: A Chama e a Flor

Autor - Fonte: Kathleen Woodiwiss

Ir para a página:

... Kathleen Woodiwiss

SERIE BIRMINGHAM 01

Disponibilização: Josina Nunes
Tradução/Formatação: Yuna, Gisa, Mare e Rosie
Revisão: Edith Suli
Revisão Final: Artemis
PROJETO REVISORAS TRADUÇÕES

Uma tentativa de estupro marca para sempre a vida de Heather.
Ao ver-se acuada por seu agressor, fere-o de morte.
Horrorizada, foge e começa a vagar pelas ruas de Londres.
Acaba em um navio, onde o capitão, confundindo-a com uma prostituta, abusa dela.
Após algum tempo, Heather descobre que está grávida,
e o capitão do navio deseja reparar a desonra tomando-a por esposa.
Pouco a pouco o inicial receio entre ambos dá espaço ao afeto,
e amadurece a semente do amor.
Entretanto, o passado espreita, disposto a dar um golpe fatal a seus sonhos. .




CAPITULO 1

23 de junho de 1799

Em qualquer parte do mundo o tempo passava voando, veloz, com as asas abertas,
mas na campina inglesa seu passo era lento e pesado, quase doloroso, como se andasse nu sobre os sulcados caminhos que se estendiam além dos locais ermos. O ar era sufocante e o pó, ainda suspenso sobre o caminho, recordava a passagem de uma carruagem momentos antes. Uma pequena granja usurpava sombriamente o terreno sob a bruma que cobria o pântano. A pequena construção, com seu teto de palha, sobressaía-se por sua cobertura alta e fina. Com as venezianas abertas e a porta meio fechada, parecia ter o olhar fixo, como horrorizada ante uma brincadeira de mau gosto. Ao lado havia um celeiro desmantelado e curvado, em um marco grosseiramente lavrado, e mais à frente, um campo de trigo que lutava em vão por sobreviver naquela região lamacenta.
No interior da casa, Heather tentava cortar batatas com uma faca velha e sem fio. Estava cansada. Fazia já dois anos que vivia naquele lugar, dois desventurados anos que tinham entristecido sua vida. Dificilmente conseguia lembrar momentos felizes, anteriores ao fatídico dia em que a tinham levado até ali, aqueles doces dias em que tinha deixado de ser uma menina e se convertera em uma moça. Então, Richard, seu pai, ainda estava vivo e ambos compartilhavam aquela confortável casa londrina, tinham roupa elegante e comida suficiente para comer. Certamente, aquilo era o melhor. Ainda agora, as noites em que seu pai a deixava a sós com os empregados pareciam não assustá-la. Agora podia entender seu sofrimento, a solidão causada, fazia já tempo, pela morte de sua esposa, uma adorável e bela moça irlandesa por quem se apaixonara, com a qual se casara, e a que tinha perdido ao dar a luz a sua única filha. Agora Heather podia compreender inclusive a necessidade que seu pai tinha de jogar, esse cruel hábito que lhe tinha roubado a vida, o lar e a segurança, deixando-a a mercê de seus únicos familiares, tios vulgares (simples) e antipáticos.
Heather secou o rosto e pensou em sua tia Fanny, que repousava na outra habitação; o colchão de palha estaria esmagado sob seu mais que generoso físico. Fanny não era uma pessoa fácil. Tudo parecia lhe dar desgosto. Não tinha amigos. Ninguém a visitava. Estava convencida de que a irlandesa com quem seu cunhado se casou era de uma classe inferior por culpa de sua gente, uma raça que, segundo ela, sempre estava em guerra contra a coroa devido a que era próprio de sua natureza lutar, e Heather se converteu no alvo desse ódio malicioso. Não passava um só dia sem que lhe jogasse na face que era meio estrangeira. E esse preconceito implicava um sentimento ainda mais profundo, que deformava seu raciocínio até convencê-la de que, como a mãe, a filha era meio bruxa.
Provavelmente se tratava de ciúmes. Fanny Simmons nunca tinha sido bonita nem nada que se parecesse a isso, enquanto que a moça, Brenna, possuía encanto e uma beleza deliciosa. Quando entrava em um lugar todos os homens se voltavam para olhá-la. Heather tinha herdado a beleza de sua mãe, e com ela, as críticas de sua tia.
As casas de jogo tinham exigido o pagamento das ...

Ir para a página:

Busca Google