Whats: (11)991916085

Você está em: Página inicial / Especiais / Promessas de casamento

Terapia de Regressão de Memória

Promessas de casamento

Livro: Promessas de casamento

Autor - Fonte: Laurie Paige

Ir para a página:

... Clássicos Históricos nº10
Copyright: Laurie Paige
Título original: "Wedding day vows"
Publicado originalmente em 1991
Capa: Nelma Maciel
Digitalização/ Revisão: m_nolasco73



O último pedido de um jovem prisioneiro.

Resumo: Dentro de poucos dias, Beauregard St. Clair será executado na forca. Mas antes de morrer, ele quer satisfazer dois desejos: arranjar uma esposa - a quem deixar sua fortuna - e gerar um filho. Quando Roselynne Moreley é trancafiada na sombria prisão de Newgate, em Londres, Beau jura conquistar-lhe o amor.
Esse homem só pode ser louco! É o que Roselynne pensa ao ser pedida em casamento pelo companheiro de cela. Como pode se casar com um estranho, atrás das grades de um cárcere? Mas, por outro lado, como recusar o pedido, se ele promete lutar para conseguir sua liberdade? Poderá Roselynne manter sua parte no acordo com esse desconhecido vin
o da colônia americana. e ao mesmo tempo, preservar a dignidade de Lady inglesa?


Este livro faz parte de um projeto sem fins lucrativos.
Sua distribuição é livre e sua comercialização estritamente proibida.


"Eu preciso de você, Roselynne" declarou Beau, e prosseguiu:

- E você de mim - falou no tom mais persuasivo possível, enquanto a acariciava, de leve, por sobre o xale de lã e o vestido de algodão. Sentia-lhe o calor do corpo na ponta dos dedos. A delicadeza de sua silhueta lhe agradava muito. - Vamos nos casar e escapar do destino que nos aguarda.
- Se eu concordar, o que espera de mim? Usarei apenas o seu nome? - perguntou ela com voz trêmula.
A indagação, além de revelar os sentimentos de Roselynne em relação a Beau, era um insulto aos sonhos masculinos de delícias conjugais.
- Confesso - respondeu ele - que a idéia de ter um filho me estimula bastante.

CAPÍTULO I

15 de maio de 1790 – quarta-feira

Roselynne Moreley amparou o pai pelo braço e o ajudou a caminhar em frente, em obediência à ordem do guarda. Acorrentada aos outros prisioneiros, já tinha o tornozelo em carne viva sob a algema de ferro. Além de exausta após esses quinze dias passados na custódia das tropas do rei, sentia-se apavorada diante da prisão Newgate. Cobertas de musgo, as paredes lembravam a frieza de um cemitério.
Controlando o medo, tentou arrancar alguma reação do pai. Falou-lhe sobre a muralha Westgate que, reformada por Henrique I, passara a se chamar Newgate. Naquela época, Londres já tinha crescido para além de seus limites.
- A construção à volta e sobre o portal vem servindo de prisão durante séculos. Lembra-se, papai, de mencionar isso no seu trabalho sobre reforma carcerária?
O pai continuou com olhar vago sem dar sinais de tê-la entendido. O medo de Roselynne aumentou, levando-a a fechar os olhos por uns instantes.
A essa altura, o duque já devia ter voltado da Escócia e sido procurado por Charles. Homem rico e poderoso, ele falaria com as autoridades e, logo, chegaria a ordem para soltá-los. Abriu os olhos. Os paredões sombrios arrefeceram-lhe a esperança.
Após a longa viagem de carroção, o corpo ficara muito dolorido.
Os soldados tinham ido, de cidade em cidade, arrebanhando presos para trazê-los a Newgate. Uns quinze destes alinhavam-se à frente e atrás dela e do pai. Esperavam no pátio enquanto o carcereiro resolvia onde colocá-los. Ele tinha discutido com o capitão da guarda ao vê-los chegar uma hora atrás. Os dois haviam entrado e deixado os prisioneiros acorrentados, expostos ao sol do final da manhã, sem água ou alimento.
Roselynne ergueu os olhos para um torreão e, numa de suas janelas, vislumbrou um homem. As sombras da grade e a barba escura davam-lhe um ar sinistro. Apesar da distância, ela podia ver o inchaço e as escoriações à volta dos olhos e dos lábios. Apreensiva, estremeceu. A crueldade dos carcereiros era famosa.
Sua atenção foi desviada pelo vôo de um pombo do telhado ao chão perto de seus pés. Embora a expressão nã ...

Ir para a página:

Busca Google