You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
A Última Taça

Livro: A Última Taça

Autor - Fonte: EMILIE RICHARDS

1 / 238 Próxima

... EMILIE RICHARDS HARLEQUIN BOOKS 2005 Esta obra foi digitalizada sem fins comerciais, sendo sua distribuição totalmente gratuita. A ULTIMA TAÇA Todo dinheiro que ganhei, gastei em boa companhia. E todo mal que causei, foi a mim mesmo, à revelia. Tudo que fiz pela esperteza, já nem posso me lembrar. Então me sirva a última taça, e à alegria vamos brindar. Meus velhos camaradas entristecem com minha partida. E as queridas namoradas, querem adiar a despedida. Mas se o destino assim quiser, que você fique e eu me vá. Vou sair devagarinho, e boa sorte desejar. (Esta é uma balada irlandesa tradicional, cantada ao final de uma noitada, evento ou reunião. Sendo uma das mais populares da Irlanda, foi documentada por volta de 1770). Of ali the money ere had,/1 spent it in good company,/ And ali the harm I\\\' ve ever done,/ Alas was done to none but me/ And ali V ve done for want of wit,/ To memory now can\\\'t recall/ So fill to me the parting glass,/ Good night and joy be with you ali. Of ali the comrades erehad/ They\\\'re sorry for my going away,/ And ali the sweethearts ere haàj They wish me one more day to stay/ But since it falls unto my lot/ That should go and you should notj 1\\\'11 gently rise and softly call,/ Good night and joy be with you ali. {N. da E.) Prólogo 1923 Castlebar, Condado de.Mayo Meu querido Patrick, São tantos anos e tantos quilômetros que nos separam, querido irmão. Ao longo de séculos, nós, os McSweeneys, não sabíamos nada sobre a solidão, mas sabíamos tudo uns dos outros. E o que mais há para saber? Afinal, o que pode ser mais importante do que a família, a nossa terra e a igreja? O restante é como manteiga no pão, mero prazer e pouca nutrição. Nossa família agora está como um navio à deriva, em mares distantes. Você em Ohio e nossas queridas irmãs na Austrália, Nova Escócia e no túmulo. Nós, que restamos, estamos velhos, separados por algo muito além da distância ...
Agora sabemos tão pouco uns dos outros. Recebi a fotografia que fizeram para você na Sta. Brígida, e agradeço por tê-la mandado, mas o que aconteceu com aquele jovem que eu conhecia, tão alto e imponente? O que houve com o padre de olhar caloroso e passos firmes? Teria ele seguido o mesmo caminho que eu? O caminho que só leva a um destino? Não consigo imaginá-lo como um velho, querido. Celebrar missas nos dias santos, ouvir confissões esporádicas, ler horas a fio e meditar, é tudo o que faz? Sobre o que você pensa, agora que tem o tempo todo para si, meu irmão? Nos anos que já viveu? Na ilha de montanhas verdejantes onde nasceu? Nossa terra adorada, na qual a família McSweeney jamais voltará a trabalhar? Talvez, se eu tivesse me casado, também teria mais o que fazer com meu tempo. Teria netos e bisnetos e ficaria orgulhosa em pegá-los no colo. Em vez disso, sem a continuidade de uma nova família, só penso naquela de onde vim, você, Ciara e Selma, de nossa querida Una, que ficou conosco tão pouco tempo. Nenhum de nós com descendentes de sangue, e a longa e orgulhosa trajetória de nosso nome em cinzas pelo chão. Eu me lembro de tudo, mesmo nesse final de vida difícil. Lembro das canções e dos risos, do cheiro do pão assando no forno de pedras, das ovelhas no celeiro. Lembro de um jovem que me puxava pela saia, um garoto que rezava e se escondia atrás das portas, e sentia medo do bicho-papão quando o nevoeiro cobria o lago Mayo. Como sou afortunada por ter essas lembranças para me consolar. Como são afortunados aqueles que têm uma família a quem acalentar. Isso é algo que jamais pode ser tirado de nós, querido Patrick. Não importa os anos que nos separam, você e todos aqueles que amo estarão sempre comigo. Sua irmã, Maura McSweeney Capítulo 1 Peggy Donaghue evitava o estacionamento do Whiskey Island Saloon sempre que podia, o que não era fácil, já que ela morava bem em cima do bar. Nos dias em que não hav ...

Anterior 2 / 238 Próxima
Comentários:
Deixe aqui seu comentário sobre este livro:
Nome:
Comentário: