You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
À Sombra de um Escândalo

Livro: À Sombra de um Escândalo

Autor - Fonte: Allegra Gray

1 / 103 Próxima

... Nothing But Scandal Allegra Gray A única maneira de desencorajá-lo seria arruinar sua reputação, que era ilibada. Até aquele momento. Liz, então arquitetou um plano brilhante para escapar de seu indesejável pretendente. O único empecilho era o homem com cuja cooperação ela contava para arruinar sua reputação — o irresistível Alex Bainbridge, duque de Beaufort. Alex, contudo, tinha seus próprios segredos, que o levavam a evitar Liz a todo custo, para o bem de ambos. Ele se mostrou irredutível em sua decisão de não participar daquele plano maluco. Porém, Liz estava determinada a fazê-lo ver que era também um plano muito tentador. Digitalização: Rosana Gomes Revisão: Cassia Querida leitora, Após a morte do pai, Liz fica numa situação difícil, mas ela não quer se casar com o cruel Harold Wetherby. Ela quer encontrar outra solução, nem que para isso tenha de perder sua reputação com o notório libertino Alex Bainbridge, o duque de Beaufort. Alex, porém, recusa a proposta de Liz, e então ela não tem outra escolha senão aceitar o cargo de governanta numa casa de campo. Liz se sente feliz e segura em seu novo emprego, até que Alex aparece um dia, convidado para uma festa, e a reconhece. Dessa vez, torna-se impossível resistir à atração mútua. Alex, contudo, guarda um segredo que mantém Liz presa a ele e ao mesmo tempo faz com que ela seja a única mulher que jamais poderá se tornar sua esposa ou amante. A vida, no entanto, é repleta de surpresas. Leonice Pompônio Editora Copyright @2009 por Allegra Johnston Originalmente PUBLICADO EM2009 por Publishing Corp. PUBLICADO SOB ACORDO COM KENSINGTON PUBLISHING CORP. NY, NY - USA Todos os direitos reservados. Todos os personagens desta obra são fictícios. Qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas terá sido mera coincidência. TÍTULO ORIGINAL: NOTHING BUT SCANDAL EDITORA: Leonice Pompônio ASSISTENTES EDITORIAIS: Patrícia C ...
aves Silvia Moreira, Vânia Canto Buchala EDIÇÃO/TEXTO Tradução: Carlos Gustavo Barros Jaimovich Revisão: Giacomo Leone ARTE: Mônica Maldonado MARKETING/COMERCIAL: Andréa Riccelli PRODUÇÃO GRAFICA: Sônia Sassi PAGINAÇÀO: Ana Beatriz Pádua Copyright © 2010 Editora Nova Cultural Ltda. Rua Butantã, 500 — 10º andar — CEP 05424-000 São Paulo - SP www.novacultural.com.br Capítulo I Londres, abril de 1814 Expectativas de família, e a culpa por não estar à altura delas, seriam a ruína de Liz Medford. Dado que seu pai, o barão James Medford, jamais fora um bastião da responsabilidade, tendo acumulado uma verdadeira montanha de dívidas de jogo até morrer inesperadamente, parecia injusto que os parentes espe¬rassem que ela, os salvasse ao se casar com Harold Wetherby. O terceiro primo podia ter uma renda considerável, mas a lem¬brança das mãos suadas de Harold, tocando-a quando tinha ape¬nas catorze anos, era o suficiente para convencê-la de que não poderia se casar com ele. Além disso, uma vez que havia se revelado um retumban¬te fracasso na seara do casamento, Liz tinha um novo plano. A ser implementado naquela manhã. No momento em que se encerrou o desjejum, apressou a irmã mais nova, Charity, e a criada, Emma, para fora da casa dos Medford e direto para o Hyde Park, ignorando a torrente de perguntas enquanto se aprontavam. Estavam no parque não tinha mais de um minuto, quando Charity encarou Liz e lhe levantou o queixo. — Agora vai dizer o que está acontecendo? — Se continuar a me provocar desta maneira, vou acabar morrendo! Liz olhou para trás. Emma caminhava próxima o sufi¬ciente para que atuasse como acompanhante, mas sem ouvir a conversa. — Está certo. — Pelas últimas semanas, pensamos apenas em uma coisa: conseguir um homem, qualquer homem que não seja Harold, para que me peça em casamento. — Agora que deixamos o luto por papai, titio e mamãe estão ansio ...

Anterior 2 / 103 Próxima
Comentários:
Paula: Muito bom!!!.
Marizinha: Essa mocinha se mostrou muito desleal. Sempre vai ser isso de alguém bater na porta falando do marido e ela não confiar nele? Ela não mereceu ele..
Deixe aqui seu comentário sobre este livro:
Nome:
Comentário: