Whats: (11)991916085

Você está em: Página inicial / Marcantes / A Casa do Penhasco
A Casa do Penhasco

Livro: A Casa do Penhasco

Autor - Fonte: Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho

Ir para a página:

...Romance do Espírito Antônio Carlos
Psicografado pela médium Vera Lúcia Marinzeck de
Carvalho
A Vanessa, minha filha, com todo meu amor de mãe.
Vera.
**********
Primavera de 2000.
Angélica olhou as caixas, malas e roupas que estavam em cima da
cama e suspirou.
"Como mudança dá trabalho!"
Teve vontade de cobrir o enorme espelho da penteadeira,
mas não o fez.
"Posso não me ver no espelho, mas as pessoas me vêem"
- pensou.
Preferia lembrar de sua imagem antes, com os cabelos
louros avermelhados, lisos, macios e compridos. Balançou
a cabeça.
"Eles crescerão de novo!" - Falou baixinho.
Escutava muito isso e ansiava por tê-los novamente. Mas o que
importava, o que doía, era que naquele momento ela não os tinha. A
peruca a incomodava, por isso usava lenço na cabeça, tinha-os de
diversas cores, sua mãe os comprara. Mas, mesmo muito vaidosa,
estar sem cabelos não era o pior. Não podia nem lembrar dos enjôos,
vômitos, da fraqueza ter terrível que se
tia após o medicamento.
"Ficarei curada! Será?" - Balbuciou, estranhando a própria voz.
"Rá, rá, rá, moça careca! Que feio!"
Disse rindo alguém que era invisível à mocinha, mas ela
sentiu a vibração, passou a mão pela cabeça e sussurrou:
2
"Se alguém me vir assim irá rir."
Colocou o lenço. Teve a impressão de que tinha alguém
atrás dela e virou-se, não viu ninguém. Uma gaveta que
acabara de fechar estava aberta.
"Que coisa! Fechei-a, tenho certeza!" - E a fechou
com força.
"Rá, rá, rá."
Teve a impressão de que alguém rira.
- Angélica! - Gritou seu irmão, Henrique, entrando no quarto.
- Você me assustou! Isso são modos de entrar no quarto? -
Resmungou a mocinha.
- Desculpe-me, não queria assustá-la. Vim ver se precisa de ajuda.
Gostou da casa? Dos móveis novos? Seu quarto está bonito!
- Gostei de tudo! Sempre quis ter um quarto só para mim -
expressou Angélica.
- Esta casa tem muitos quartos, todos grandes. A suíte para papai e
mamãe, o quarto da Fabiana, o seu, ainda outro para hóspede e o
meu, que também é grande e bonito. Foi um achado esta casa, você
não acha?
- E ainda não é longe da cidade - falou Angélica.
- São quinze quilômetros. Na outra cidade em que morávamos a
escola ficava a trinta quilômetros. Você vai gostar daqui, maninha,
O ar é tão puro! Mas você resmungava quando entrei. O que foi?
- Tinha a certeza de que fechei a gaveta, virei e ela estava aberta.
- Xi, não sei não, não queria falar, mas. - Henrique fez uma cara de
suspense.
-Agora fale!
- Fantasmas, creio que nesta casa tem fantasmas.
- Ora, Henrique! Não venha com besteira. Você acredita nisso?
- Não sei! Não acreditava, mas agora já não sei. Angélica, vamos
analisar. Papai alugou
esta bela casa, neste lindo lugar, perto da cidade e do mar, é só
descer o morro e temos praias lindas dos dois lados, por um preço
3
baixo. A imobiliária alegou que o dono queria uma família para
morar e não para temporada, como se
alugam muitas casas por aqui. Não dá para desconfiar de que tem
algo estranho? Desde que viemos para cá tenho visto e ouvido coisas
inexplicáveis, barulhos esquisitos, parece ronco, não sei explicar o
que seja. Bem, deixemos isso para lá, estou contente porque você
veio e gostou daqui, eu também estou gostando. A escola é boa e já
fiz amigos. E olhe a minha cor, é de ir à praia.
Angélica olhou para o irmão enquanto ele falava. Henrique era
bonito, tinha quatorze anos, era forte e alto para sua idade, mas
ainda o sentia como criança, seus cabelos eram como os dela,
avermelhados, olhos grandes e olhar esperto. Ele viera antes com o
pai, Roberto; a mãe, Dinéia, tinha ficado com ela no hospital.
Quando teve alta ficou na casa da avó e a mãe veio. Só quando
sentiu-se bem que veio, isso na tarde anterior. Estava arrumando
seus pertences no enorme quarto.
- De fato a casa é bonita! A Casa do Penhasco! - Exclamou
Angélica.
- C...

Ir para a página:
Comentários:
ANA MARIA MORAES DE SOUSA: Recomendo é ótimo.
Deixe aqui seu comentário sobre este livro:
Nome:
Comentário:

WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Busca Google