Whats: (11)991916085

Você está em: Página inicial / Marcantes / Jogos Amorosos

Terapia de Regressão de Memória

Jogos Amorosos

Livro: Jogos Amorosos

Autor - Fonte: Linda Goodnight

Ir para a página:

... Capítulo Um


Não iria chorar. Ariana Fitzpatrick entrou com toda pressa no banheiro feminino dos escritórios da Wintersoft. Por sorte, estava vazio e se apressou a se fechar em um dos banheiros. Pegou um pouco de papel do porta papel e o apertou com força contra seus olhos. Mesmo o dia tendo sido tão difícil, não iria chorar outra vez. Já tinha passado esse período de sua gravidez.
Olhou o ventre volumoso de sete meses de gestação e reafirmou sua afirmação: Não era hora de chorar.
Apoiou a cabeça contra a fria parede de azulejos e procurou, de novo, um pedaço de papel higiênico. Mas tinha acabado. Esse foi o detonador. Um rio de lágrimas deslizou por suas bochechas.
Ariana, normalmente tão profissional e calma, chorou desconsoladamente até que os olhos incharam e a garganta se irritou.
— Eu te odeio Benjy Walburn — disse, e golpeou a parede com o punho.
Você está bem? — Disse uma voz de fora.
Ariana levou a mão à boca para conter um soluço.
— Precisa conversar? — Perguntou a mesma voz.
— Não. — Disse Ariana, e essa mesma palavra tornou a provocar muitas lágrimas.
— Abre a porta! — solicitou a voz preocupada.
— Quem é? — Perguntou Ariana.
— Sou Emily Winters.
Como se não fosse suficiente, tudo aquilo. Tratava-se de Emily Winters, a filha do chefe.
— Sou Ariana Fitzpatrick. — disse enquanto abria a porta e saía com cuidado de não bater seu volumoso ventre contra nada.
— Ariana! — Exclamou Emily alarmada. — Está bem?
— Sim — respondeu ela entre gemidos.
— Bem, é claro que algo aconteceu. — disse Emily. Vestida com uma camisa azul escuro e uma jaqueta branca, Emily tinha um aspecto profissional e elegante.
Ariana, ansiosa por poder contar a alguém seu problema, sentiu o desejo irresistível de ser honesta. Aqueles meses de mentiras à empresa e a sua família por medo de perder tudo o que tinha pesavam muito. Ninguém melhor que Emily para contar definitivamente a verdade.
Antes que as lágrimas cortassem a voz, disse:
— Sou uma mentirosa.
Emily não pareceu alterar-se pela confissão.
— Quer me contar o problema com mais exatidão? Possivelmente possa te ajudar.
— Estou grávida.
— Bom. Isso é evidente — disse Emily. Ariana não pôde evitar uma leve gargalhada. — Sei que todo mundo está emocionado por seus gêmeos e o iminente casamento.
— Esse é o problema, não vai haver casamento. Eu Inventei essa mentira porque parecia a melhor solução no momento. Benjy me abandonou faz dois meses.
— OH, Ariana, sinto muito! — Emily pegou um pedaço de papel a partir de outro porta papel e o entregou para limpar as lágrimas. — Mas não entendo por que você inventou essa mentira. Não é você quem sai perdendo, e sim ele.
— A verdade é que, entre outras coisas, preocupa-me causar um problema à empresa. Meu trabalho como relações públicas da Wintersoft é dar boa imagem.
— Não diga tolices. A imagem da companhia não é o problema, Ariana. O importante é você e seus filhos — Emily franziu o cenho — Esse desgraçado do Benjy têm alguma intenção de te dar apoio financeiro?
— Ele disse que tudo isto é problema meu.
— É revoltante!
A porta do banho se abriu e Carmella López, a secretária do diretor da companhia, uniu-se a elas. Ariana teria preferido que a influente mulher, muito próxima ao dono da empresa, não se inteirasse de sua mentira. Mas Emily explicou o assunto sem demora e Carmella se indignou como ela.
— O que precisa é de um bom advogado. — disse rapidamente.
— Eu não posso pagar. — lamentou-se Ariana.
O olhar de Emily se iluminou de repente.
— Eu sei quem pode ajudar. Nosso vice-presidente do departamento legal é um dos melhores advogados de Boston. Podemos convencê-lo para que se encarregue de seu caso Ariana. — Segurou a mão dela e levou-a porta.
— Não posso fazer isso! — Ariana retrocedeu horrorizada.
Já era bastante humilhante estar so ...

Ir para a página:

Busca Google