Whats: (11)991916085


VÍDEO: É O FIM DO MUNDO OU O COMEÇO

Você está em: Página inicial / Inesquecíveis / Amor sem Compromisso - Carole Mortimer Página 2
Amor sem Compromisso - Carole Mortimer

Livro: Amor sem Compromisso - Carole Mortimer Página 2

Autor - Fonte: Carole Mortimer

Ir para a página:
...cada dia e noite em que juntos pareciam esquecer-se da realidade, claramente apaixonados um pelo outro, para ela era imprescídivel que o óbvio fosse dito e repetido. Especialmente no caso deles em que tudo acontecera de maneira tão repentina e explosiva. A paixão recíproca fora tão violenta que o envolvimento profundo e rápido em que ambos haviam mergulhado ainda causava certa apreensão nela. Jamais haveria outro homem como Grey. Conhecido pela sua tenacidade e perfeccionismo nos negócios, não houve quem discordasse de que, cedo ou tarde, Mariah Stevens cederia ao charme do Sr. Grey Nichols. Ledo engano. Ela possuía discernimento suficiente para manter distância do Dr. Nichols e de seus lençóis de cetim. Polidamente declinou seus convites e recusou seus presentes e flores. Decididamente, ela não era um mulher como as outras, e Grey teria que aceitar aquilo. Mas uma noite viu-se a sós com ele em seu escritório. Grey ofereceu uma bebida, ela aceitou. Enquanto falavam do aperitivo perfeito, suas mãos se tocaram, depois seus lábios, depois. No momento em que sentiu a maciez do sofá de couro sob seu corpo e os lábios quantes e doces de Grey, ela desistiu de lutar contra seu coração. O prazer e o desejo foram mútuos, a sedução fora recíproca, tornando aquele momento único, sem falsas promessas ou palavras vazias. Acostumada ao comportamento masculino, Mariah surpreendeu-se com as atitudes de Grey quanto àquela noite. Ao invés de vangloriar-se...
de mais uma conquista, preferiu discrição total. Pelo pouco que conhecia dele, aquilo não era usual. Por uma razão desconhecida, ela estava sendo tratada de forma especial por ele. A cada novo encontro muitas afinidades eram descobertas, e os momentos que viviam juntos eram profundos e alegres. Mas as reservas de Grey quanto a sua vida pessoal e seu passado continuavam apesar do convívio quase cotidiano entre eles. Aquela parte oculta de sua vida parecia conter lembranças dolorosas e muito, muito íntimas. Mariah se ressentia um pouco com aquele silêncio, mas acreditava que, com o passar do tempo, Grey confiaria mais nela e lhe contaria tudo. Seus devaneios foram interrompidos quando sentiu que ele a despira da camisa do pijama, deixando seus seios nus. Os olhos negros fixos em seus mamilos que, expostos, tornavam-se rígidos. -Eu odeio quando você vai embora no meio da noite – a voz rouca dele estava repleta de insinuações. Mariah afastou-o colocando suas mãos no peito musculoso e sussurou: -sinto por não poder ajudá-lo. Aquelas palavras eram ditas em tom de brincadeira, por isso Mariah ficou surpresa com a seriedade estampada no semblante dele. -Eu quero acordar com você todos os dias da minha vida. Mariah não podia crer em seus ouvidos, mas o olhar firme de Grey confirmava cada palavra dita. Com o coração batendo acelerado, indagou: -O que quer dizer com isso? A resposta veio rápida. -você sabe que estou me mudando para a casa nova semana que vem. -Sei Claro que sabia. Não apenas sabia, como fora a responsável por todos os detalhes que tornavam ainda mais bela e suntuosa a casa imensa que Grey construíra no ponto mais alto de malibu, com vista para a praia. Nos últimos seis meses nada a ocupara tanto quanto aquele trabalho, mas o resultado ficara além do que ambos haviam imaginado, e ela se orgulhava de sua obra. -Aliás, quero aproveitar para dizer que os móveis serão entregues na terça-feira, portanto a limpeza será terminada bem antes. Se quiser pode mudar-se no Sábado pela manhã. -Grey já sabia daquilo, mas Mariah mal conseguia disfarçar o nervosismo. – Posso ajudá-lo a arrumar as coisas. Mariah, por favor, ouça-me, tenho uma pergunta importante para dizer. Mariah nunca vira Grey tão nervoso. As mãos dela estavam ensopadas de suor frio. Ambos os corações batiam descompassados. Desde os primeiros encontros, soubera que não haveria outro homem como ele em sua vida. Amava com paixão e chegara a duvidar de que fosse correspondida, já que o tempo passava e Grey não fizara menção alguma de pedi-la em casamento. Fora paciente com ele, pois sabia que, cedo ou tarde, acabariam se casando, conseqüência natural de qualquer relação como a deles. Mesmo assim, o pedido de casamento era um momento único na vida de uma mulher. No íntimo, esperara por aquilo durante toda a vida: encontrar e amar o homem que a levaria ao altar e com quem teria filhos. Em seus sonhos o pedido seria...
que vem. -Sei Claro que sabia. Não apenas sabia, como fora a responsável por todos os detalhes que tornavam ainda mais bela e suntuosa a casa imensa que Grey construíra no ponto mais alto de malibu, com vista para a praia. Nos últimos seis meses nada a ocupara tanto quanto aquele trabalho, mas o resultado ficara além do que ambos haviam imaginado, e ela se orgulhava de sua obra. -Aliás, quero aproveitar para dizer que os móveis serão entregues na terça-feira, portanto a limpeza será terminada bem antes. Se quiser pode mudar-se no Sábado pela manhã. -Grey já sabia daquilo, mas Mariah mal conseguia disfarçar o nervosismo. – Posso ajudá-lo a arrumar as coisas. Mariah, por favor, ouça-me, tenho uma pergunta importante para dizer. Mariah nunca vira Grey tão nervoso. As mãos dela estavam ensopadas de suor frio. Ambos os corações batiam descompassados. Desde os primeiros encontros, soubera que não haveria outro homem como ele em sua vida. Amava com paixão e chegara a duvidar de que fosse correspondida, já que o tempo passava e Grey não fizara menção alguma de pedi-la em casamento. Fora paciente com ele, pois sabia que, cedo ou tarde, acabariam se casando, conseqüência natural de qualquer relação como a deles. Mesmo assim, o pedido de casamento era um momento único na vida de uma mulher. No íntimo, esperara por aquilo durante toda a vida: encontrar e amar o homem que a levaria ao altar e com quem teria filhos. Em seus sonhos o pedido seria feito em outras circunstâncias, mas Grey nunca agia de forma convencional. Pigarreando, ele começou: -Estamos juntos há oito meses.- as palavras morriam na garganta dele. -Como já cansei de ouvir você dizer, nenhuma outra conseguiu prendê-lo por tanto tempo, não é ?!- A tentativa de mariah de acabar com aquela tensão pareceu surtir efeito. - exatamente, Nunca conheci alguém assim. Você reúne todas as qualidade que sonhei em uma mulher. Você é linda, inteligente, culta e, í incrivelmente sexy. Um pouco embaraçada com a declaração, tentou não parecer tão emocionada. Conhecia-o bem para saber quanto ele odiava pieguice. -Fico feliz que tenha percebido minhas qualificações. -Enfim, acho que encontrei em você a mulher que sempre procurei. A ansiedade dela não tinha limites. Para que tanto supense? Cada frase inacabada era uma tortura para ela. -o que você queria me perguntar, Grey? -Você gostaria. quero dizer, pensei que nós . Droga!! Vendo a dificuldade dele em proferir as palavras certas, ela decidiu facilitar as coisas e com os braços ao redor de seu pescoço, respondeu sem ouvir a pergunta: -Sim, Grey. Eu me caso com você. Horrorizado, Grey deu um salto para trás, afastando Mariah de perto dele. -Casar ? – A palavra parecia mortal da maneira como foi proferida por ele. Sim – Ela confirmou e, com cautela, continuou- Não era isso que estava tentando me dizer? Com absoluta convcção, e afastando-se ainda mais, respondeu: - Nã...
feito em outras circunstâncias, mas Grey nunca agia de forma convencional. Pigarreando, ele começou: -Estamos juntos há oito meses.- as palavras morriam na garganta dele. -Como já cansei de ouvir você dizer, nenhuma outra conseguiu prendê-lo por tanto tempo, não é ?!- A tentativa de mariah de acabar com aquela tensão pareceu surtir efeito. - exatamente, Nunca conheci alguém assim. Você reúne todas as qualidade que sonhei em uma mulher. Você é linda, inteligente, culta e, í incrivelmente sexy. Um pouco embaraçada com a declaração, tentou não parecer tão emocionada. Conhecia-o bem para saber quanto ele odiava pieguice. -Fico feliz que tenha percebido minhas qualificações. -Enfim, acho que encontrei em você a mulher que sempre procurei. A ansiedade dela não tinha limites. Para que tanto supense? Cada frase inacabada era uma tortura para ela. -o que você queria me perguntar, Grey? -Você gostaria. quero dizer, pensei que nós . Droga!! Vendo a dificuldade dele em proferir as palavras certas, ela decidiu facilitar as coisas e com os braços ao redor de seu pescoço, respondeu sem ouvir a pergunta: -Sim, Grey. Eu me caso com você. Horrorizado, Grey deu um salto para trás, afastando Mariah de perto dele. -Casar ? – A palavra parecia mortal da maneira como foi proferida por ele. Sim – Ela confirmou e, com cautela, continuou- Não era isso que estava tentando me dizer? Com absoluta convcção, e afastando-se ainda mais, respondeu: - Nã...

Ir para a página:
Comentários:
Ivonete : Ameii.a história .
Maria: Foi maravilhoso! !!!!.
cleide santos: Qué lindo! vale a pena ler. .
Rosângela : Bom.
Sandra: Lindo amei .
ju: Amei muito??? .
Esther: Oh homem maravilhoso gente,quero um desse pra mim..
Bruna: Lindo .
Ana Carolina: Muito lindooo.
Deixe aqui seu comentário sobre este livro:
Nome:
Comentário:

WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Busca Google