Whats: (11)991916085

Você está em: Página inicial / Apaixonantes / A noiva das terras altas
A noiva das terras altas

Livro: A noiva das terras altas

Autor - Fonte: HANNA HOWELL

Ir para a página:

...

HANNA HOWELL

SÉRIE TERRAS ALTAS

Prólogo

Escócia, 1465
Sire Eric! Sir Eric!
O sir Eric Murray voltou-se para olhar o homem que corria em sua direção. Encontrara um local bastante ermo no jardim para poder ler as notícias de casa. Embora gostasse muito de sir Donald, não estava satisfeito que aquele raro momento de paz fosse abruptamente interrompido. Quando sir Donald parou a sua frente, Eric empertigou-se no banco de pedra.
— Eu não sabia, que você tinha voltado — disse sir Donald, enxugando o suor da face. — A mensagem que o rei lhe enviou foi entregue depressa, não foi?
— Sim. — Foi tudo que Eric retrucou, sabendo como sir Do¬nald era ávido por uma fofoca.
—O rei o aguarda. Ele também não sabia que você tinha voltado.
— Não contei. Queria um momento de sossego para ler as no¬tícias de casa.
— E sua encantadora esposa, está bem? Seus filhos?
—Todos bem, embora eu comece a sentir necessidade de voltar. Minha Gillyanne pôs na c
beça que quer ver as terras de seu dote.
— Ora, que bela coincidência! É sobre as terras de dote de sua filha Gillyanne que o rei deseja conversar.
— É algo que tentamos manter em segredo, pelo menos com relação ao tamanho e o lugar.
— A maior parte da corte sabe o tamanho e o lugar.
— Como?
Sir Donald engoliu em seco, nervoso. A expressão de sir Eric era dura, quase ameaçadora.
— Bem, faz fronteira com todas as terras de três lordes, e no entanto eles não sabiam exatamente a quem pertencia. O rei disse aos proprietários que a terra era o dote de sua filha, que ela ainda não se casara e que na sua opinião eles deveriam procurá-lo. — Donald deu um passo para trás quando sir Eric levantou-se de repente. — São todos cavaleiros e lordes, sir Eric. Não consigo entender por que a objeção em concordar em casar sua filha com um deles.
— Oh, mas claro que faço objeções! — exclamou sir Eric num tom gelado. — Eu me oponho de todo coração. Primeiro, quero que minha filha se case por amor, como eu o fiz, como meus irmãos o fizeram, como muitos de nosso clã fizeram. Segundo, com certeza não gostaria que homens famintos por um pedaço de terra tentassem obtê-la por meio de minha pequena Gillyanne. Algum desses cavaleiros ainda está aqui?
— Não. Ficaram por uns poucos dias depois de saber quem era o dono das terras e foram embora. É provável que estejam plane¬jando vê-lo depois, quem sabe quando fizerem a corte a sua filha.
— Ou podem ter corrido para ver quem pode ganhar minha mocinha primeiro e arrastá-la para diante de um padre. — sir Eric saiu em largas passadas dos jardins, com sir Donald de olhos arregalados em seus calcanhares.
Tudo em que Eric conseguia pensar era em sua pequena Gilly sendo arrastada e magoada por algum tolo que desejava apenas suas terras. O pensamento enraiveceu-o.
— O rei soltou uma matilha de lobos em cima de Gillyanne. Rezo para que minha esposa tenha trancado a garota a sete chaves, e que ela fique assim até eu chegar em casa.
7
Capítulo I

- Não creio que mamãe fique muito contente com isso, disse Gillyanne.
Gillyanne sorriu para James, o belo rapaz que cavalgava a seu lado. Era o irmão de seu coração e sabia que a mulher a que chamava de mãe era na realidade tia dele.
— Na verdade, mamãe e eu sabemos pouco sobre sua casa da torre, a não ser que não é uma ruína — ele continuou. — Claro que seria preciso um olho feminino para avaliar melhor o lugar.
— Se tiver uma cama, banho e comida, ficarei contente por agora. O conforto como os que existem em Dublin podem vir depois — ela falou.
— Não tenho certeza de ter entendido essa sua vontade teimosa de vir aqui.
— Nem eu, também. — Gillyanne deu de ombros. — As terras são minhas! Não posso dizer nada além disso. São minhas e queria conhecer por mim mesma.
— Entendo. — Franziu a testa, com uma expressão um tanto preocupada. — Fico imaginando como se sentirão as...

Ir para a página:
Comentários:
Cássia : Lindo!!! Amei!!!.
Rafa: Ja to na pg 40 e nao to vendo nada d tao interessante nessa estoria mocinho bobao mocinha sem graca .
Aninha: Maravilhoso!!!S.
Rose: Que livro maravilhoso divertido e quente . Muitas ideias de como apimentar um relacionamento, demais !!.
Maria Dalvana: O livrinho quente q moça destemida sabe o q quer e corre atrás amei.
Paula: Muito bom!!!.
Agnes: Maravilhoso, amo histórias com heroínas bravas e destemidas, engraçado também!.
Aninha: Lindo amei ri muito..
ge : maravilhoso, o livro e muito engraçado..
Deixe aqui seu comentário sobre este livro:
Nome:
Comentário:

WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Busca Google